Recapitulação do BATES MOTEL: 'Trust Me'

Recapitulação do episódio 4 da 1ª temporada do BATES MOTEL: 'Trust Me'. Freddie Highmore e Vera Farmiga estrelam a série prequela PSYCHO da AMC, BATES MOTEL.

Estão todos tomando sedativos esta semana? Todos os meus programas regulares para resenhar pareciam tomar um chá para dormir antes de ir ao ar, e Bates Motel não foi exceção. Após o final chocante do último episódio, 'Trust Me' foi uma queima muito lenta. Antes desta semana as coisas pareciam estar caminhando em uma direção bastante clara, mesmo com a inclusão do lado 'mais escuro' da cidade, mas agora as coisas parecem configuradas de uma forma muito estranha para episódios futuros. O meandro não parecia levar a lugar nenhum, exceto, em última análise, ao 'segredo' de Norman e Norma finalmente vindo à tona (não, não naquela um), mas parece um caminho estranho. Acerte o salto para saber por que 'a morte é profunda, não é?'



'Trust Me' parecia uma roda girando, além de mais uma confirmação de que Dylan é a única pessoa normal em White Pine Bay. Na semana passada, deixamos Norman tendo encontrado uma menina chinesa drogada no porão de Shelby, e nesta semana vemos as coisas de uma perspectiva ligeiramente diferente: Dylan seguiu Norman até a casa de Shelby e distraiu Shelby por tempo suficiente para Norman escapar, sem menina, do porão .



Mas a história da escrava sexual fracassou, pois quando Norma vai procurar ela não encontra nada (onde está aquela pobre garota agora?). Shelby dá a Norman um olhar assustador sobre a pescaria e pergunta se ele pode confiar nele (ele deve suspeitar do que Norman descobriu). Nem Norman nem Dylan confiam em Shelby, mas acho que Norma realmente gosta dele. E porque não? Ele é gostoso, ela é gostosa, esconde garotas no porão e ela mata estupradores. Bem-vindo a White Pine Bay!

Presumo que Norma pense que é Emma, ​​e não Bradley, que Norman está saindo, então só posso imaginar que ela vai voltar os olhos para ela. Embora ela diga a Norman que ele está com ciúmes de seu relacionamento com Shelby, é Norma que parece mais perturbada do que ele sobre a notícia de Norman estar com outra pessoa. Norma realmente perdeu o controle quando não conseguiu chegar ao tapete, mas isso era de se esperar - o xerife Romero, embora blefando sobre algumas coisas, parece genuinamente um policial com bom instinto, o que significa que Norma está em apuros.



É o seguinte: sabemos que Norma não pode ter muitos problemas. Se fosse assim, não haveria um show. Ela vai sair dessa, mas como? Eu espero que seja algo que faça com que um fogo seja aceso sob o show, porque agora parece uma tática de protelação muito estranha. Isso pode limpar o ar em relação ao The Summers Issue, mas também parece muito em breve colocar tudo isso para a cama. Ou ela apenas deverá a Shelby mais do que nunca?

Bates Motel tem muito a seu favor - nos primeiros episódios era lânguido, com certeza, mas também era estranho e um pesadelo de uma forma que nos fez querer continuar assistindo. Este episódio tinha pouca recomendação além de estabelecer Dylan como nosso inimigo 'normativo', Norman transando e Norma sendo presa. Mas no meio, era muito nada.

Avaliação do episódio: B-



- O show tem um ótimo enredo B com as coisas 'dark underbelly', que ele praticamente ignorou esta semana (além da referência no início à garota presa na semana passada, embora não tenha ido a lugar nenhum).

- Então Norma sabe sobre as alucinações de Norman ... interessante ...

- Eu não acho que esse show está sugerindo que qualquer coisa que vimos além daquela visão de Norma não tenha sido real, no entanto. A garota era real por causa das marcas de garras em Norman, e ele definitivamente invadiu a casa de Shelby porque Dylan o viu. Se por algum motivo ela é não real, isso seria uma reviravolta muito estranha.

- 'Matei a merda dele!' - Norma

- 'Garotas não mandam mensagens para você às 22h se não quiserem que você venha.' - Dylan

- As meninas gostam de Norman sensível.

- Por não conhecer Norma há muito tempo e por saber que ela é uma assassina, Shelby é muito agressiva com Norman por estar na vida dele 'há muito tempo'.

-- 'EU sou decente '- normando

- 'Eu não estou com ciúme, você é minha mãe, não minha namorada' - Norman

- 'Você é uma verdadeira peça de trabalho, Norma' - Dylan