Nathalie Kelley de 'The Vampire Diaries' em Playing Evil e a possível queda de Sybil

A última temporada de 'The Vampire Diaries' vai ao ar nas noites de sexta-feira às 20h na The CW.

Na série CW Diários de um vampiro , atualmente em sua última temporada, todos ainda estão lutando por Damon ( Ian Somerhalder ) e Enzo's ( Michael Malarkey ) almas enquanto Sybil ( Nathalie Kelley ), a sereia que os controla, está explorando maneiras novas e mais sádicas de fazer com que todos se arrependam disso. Enquanto Stefan ( Paul Wesley ) e Alaric ( Matt Davis ) se unem para descobrir as origens da força misteriosa contra a qual estão lutando, eles também devem decidir quando as ações de Damon e Enzo passarão do ponto sem volta.



Durante esta entrevista exclusiva por telefone com Collider, a atriz Nathalie Kelley falou sobre o quanto ela está se divertindo interpretando o mal, por que esse papel se encaixa direito, equilibrando a humanidade e depravação de Sybil, se podemos sentir alguma simpatia por essa garota má da Rainha, como o quê ela estava mais nervosa com o papel também é o que a deixou mais animada, como foi se juntar a este elenco na temporada final da série, e que iremos aprender mais sobre a possível queda de Sybil. Esteja ciente de que existem algunsspoilersdiscutido.



como assistir filmes x homens

Imagem via The CW

Collider: É tão divertido ver você ser a Rainha do mal nesta temporada!



NATHALIE KELLEY: Estou surpresa com o quanto estou me divertindo, interpretando essa pessoa extremamente má. Eu nunca fiz um personagem como este. Estou gostando muito! Estou descobrindo que vem muito naturalmente, o que é assustador.

Como você veio para Diários de um vampiro ? Você acabou de passar por um processo de audição para o papel?

KELLEY: Na verdade, estou fazendo testes para o show há algum tempo. Nenhum dos outros papéis antes desse foi o ajuste certo e nada realmente funcionou. Julie [Plec] me conhecia há alguns anos e era o ajuste perfeito. Há uma razão pela qual os outros não funcionaram. Este é o papel para mim. Passei pelo processo normal de audição, mas Julie sabia o que queria. Tinha que ser o mal para acabar com todos os males, e acho que consegui. Mas o que nós dois concordamos foi o quanto essa personagem, Sybil, se diverte sendo malvada. Ela se delicia com a manipulação. Ela é sádica. Ela gosta de controlar as pessoas e vê-las sofrer. Ela sente muito prazer nisso. Ela está muito velha, então ela tem que inventar jogos cada vez mais doentios para interessá-la.



Porque ela realmente é a rainha má garota de todas as garotas más, quão intimidante é interpretar a personificação do mal?

KELLEY: Quando você trabalha em um personagem pela primeira vez, você fica tipo, “Isso vai ser mal o suficiente? É isso que eles querem? ” E então, comecei a realmente me estabelecer nisso. Agora, estou no fluxo. É muito fácil para mim ativar isso agora. Eu não sei de onde estou tirando todo esse mal, mas ele vem.

Como você interpreta um personagem como este? É sobre encontrar o equilíbrio entre quanta humanidade e quanta depravação você deve injetar nela?

KELLEY: Sim, é uma maneira muito boa de colocar isso. Eu pego dicas do diretor, e geralmente eles querem ser mais depravados. Eu fico tipo, 'Ela se sente mal por esta pessoa, de alguma forma, nesta cena?' Eles dizem, 'Não!' E eu digo, 'Ok, apenas verificando!' Este é um episódio legal que está chegando porque, de todos os episódios, é aquele em que você realmente vê a humanidade dela mais, literalmente. Ela fala sobre como era, antes de se tornar uma sereia, e sua infância trágica e as coisas que aconteceram que a levaram a ser o ser do mal que é hoje. Esperançosamente, as pessoas conseguirão ver o outro lado dela e dar-lhe uma folga. Atrás de cada pessoa má está uma ferida realmente horrível e sombria em seu passado, e ela definitivamente tem mais do que algumas.

Imagem via The CW

Vamos começar a sentir alguma simpatia por Sybil, ou ainda vamos odiá-la principalmente?

KELLEY: Espero que sim! Não sei como as pessoas vão reagir. Tem havido algumas emoções muito fortes sobre meu personagem voando por aí. Espero que isso dê às pessoas uma ideia melhor de por que ela é assim, e espero que tenham alguma compaixão por ela. Mas só porque ela revela todas essas coisas sobre seu passado, isso não significa que ela está tentando parar de ser má. Definitivamente, há muito mais maldade vindo dela, conforme a temporada continua. Não há arrependimento, de forma alguma.

Especialmente sabendo que esta é a última temporada da série, quando você começou a pensar sobre essa personagem, quem ela é e o que ela significaria não apenas para os personagens, mas para os fãs da série, com o que você estava mais preocupado e o que você estava mais animado?

KELLEY: Eu sabia que indo para as memórias de Damon e substituindo Elena, isso iria realmente bagunçar os fãs. Acho que preocupada era uma coisa que eu sentia, mas também estava animada com isso. Eu estava tipo, “Uau!” Quando Ian e eu estávamos filmando a cena e eu coloquei as roupas de Nina Dobrev, foi uma coisa alucinante. Ian estava tipo, “Oh, uau, isso realmente vai bagunçar os fãs!” Mas não foi até que eu vi tudo junto e o episódio saiu que realmente me atingiu, a gravidade do que Sybil tinha feito.

Como é entrar em um programa como este, onde é a oitava e última temporada e você vem para realmente agitar as coisas? Como foi seu primeiro dia no set?

KELLEY: Eu estava nervosa, no começo. Como em qualquer programa, as pessoas são uma família. Eu sabia que eles eram todos muito unidos e eles definitivamente têm muita história. Você nunca sabe, quando você entra em um show como esse. Eu nunca entrei em um show em sua oitava temporada. É uma experiência nova e interessante. Tem sido incrível! Todos foram realmente calorosos em me receber. Na verdade, eu fiz alguns amigos realmente maravilhosos neste programa, o que foi surpreendente. Eu pensei, entrando nisso, que provavelmente havia todos esses sentimentos confusos sobre o fim e que eles seriam tão unidos, mas eu vou sair desse show com muitos amigos de longa data, que é impressionante.

Imagem via The CW

Sem revelar nada, o que você pode dizer sobre quais são as verdadeiras motivações e objetivos de Sybil, e vamos aprender sobre eles em breve? Temos alguma ideia do que ela realmente está tramando?

KELLEY: Eu realmente não posso falar sobre seu plano mestre. Neste ponto da temporada, ainda está evoluindo. Você aprenderá mais sobre isso no futuro. Neste ponto, ela está realmente gostando de estar fora e não ser uma criatura em uma poça de sangue. Ela está gostando de sair e usar roupas bonitas e fazer as pessoas cumprirem suas ordens malignas. Ela está realmente se divertindo em Mystic Falls. Essa é a motivação dela agora. Ela só quer satisfazer seus impulsos e desejos doentios, sadicamente, com esta pequena cidade.

Você acha que há alguma situação em que ela voluntariamente deixaria Damon ou Enzo, ou os dois, ou é muito sobre controle para ela?

KELLEY: Não. Por que motivo? Ela nunca deveria! Isso nunca ocorreria a ela. Eles são seus brinquedos, e ninguém vai tirá-los dela sem que ela os dê uma luta.

Vimos que Sybil não é tão infalível quanto gosta de fazer as pessoas pensarem que é. Começaremos a aprender mais sobre quais são suas fraquezas ou de onde pode vir sua queda?

KELLEY: Você já está vendo elementos disso com o diapasão e, sim, isso se torna uma grande parte da história. Você aprenderá sobre o que esse diapasão realmente é e o que ele faz, e começará a ver falhas em seu exército, em termos de infalibilidade.

Imagem via The CW

lista de filmes de super-heróis saindo

Parece que muito de sua raiva vem do ciúme, seja dirigido a Bonnie por Enzo ou Elena por Damon. Ela também parece não querer ter que trabalhar tanto quanto ela teve que trabalhar com eles. É uma avaliação justa?

KELLEY: Para um imortal, ela é muito mesquinha e guarda rancor. Ela não é uma pessoa evoluída, apesar de estar viva há séculos. Se ela não consegue tudo muito rapidamente, ela leva para o lado pessoal. Ela vai a extremos para punir as pessoas que não fazem o que ela quer. Ela não tem mais nada a ver com seu tempo. Ela nunca vai morrer, então ela só vai superar essas vinganças e ter um prazer sádico com isso. Você tem que fazer algo, se você é imortal. Você tem que ter uma paixão, e a dela está fazendo as pessoas sofrerem.

Além dos escritores, o ator que interpreta o personagem os conhece melhor. O que você acha da Sybil?

KELLEY: Eu gosto de como ela é implacavelmente má. Eu amo isso! Ela está realmente comprometida com essa coisa má. Ela está focada. Eu gosto que o show dela realmente vá atrás do que ela quer. Eu também gosto de como ela se diverte. Você aprenderá que muitas dessas circunstâncias foram forçadas a ela, mas ela tira o melhor proveito delas. Ela vai gostar dessa coisa má.

Diários de um vampiro vai ao ar nas noites de sexta-feira na CW.